PLANTAS TÓXICAS
Em algum grau, toda planta apresenta alguma toxicidade, mas a denominação plantas tóxicas se aplica àquelas cuja ingestão ou contato provoca sintomas de intoxicação. A intoxicação consiste em uma série de efeitos sintomáticos produzidos quando uma substância tóxica é ingerida ou entra em contato com a pele, olhos ou mucosas . Pela diversidade dessas plantas que vivem ao nosso redor, como plantas ornamentais nas residências, nos jardins e parques, cultivadas ou na sua forma silvestre. Deste modo, fica evidente o risco de intoxicação tanto para o homem como para os animais.
A importância do grupo das plantas tóxicas, não está somente nos riscos que possam causar, mas também dos benefícios que podem proporcionar , já que os princípios ativos são o que determina a ação de ambos os tipos, e há plantas medicinais que são tóxicas se ingeridas em excesso


LED Scroller Generator

As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento e muito menos de diagnóstico. Consulte sempre um profissional da saúde nos locais aqui divulgados

TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Pesquisar este blog

VOCABULÁRIOS DE TERMOS TÉCNICOS

VOCABULÁRIOS DE TERMOS TÉCNICOS
Clique para consultar

sábado, 12 de maio de 2012

ACÔNITO - Aconitum napellus L - Planta Venenosa - 76















Flor de acônito (Aconitum napellus)
FAMÍLIA 
Ranunculaceae 
NOME CIENTÍFICO 
Aconitum napellus L 
NOME POPULAR 
Capacete-de-júpiter, capuz-de-frade, casco-de-júpiter, napelo. Acónito, anapelo, matalobos, nabillo del diablo, napelo (casteliano); aconite, blue rocket, true monkshood, wolfsbane (inglês); bachnag, mithazahar (hindú), casque de jupiter, (francês), ts’ao-wu, wu-t’ou (chinês), aconito (italiano). 
PARTE TÓXICA 
Toda a planta 
 PRINCÍPIO ATIVO 
Alcaloides:Aconitina,mesaconitina, neopelina, hipaconitina, napelina e napelomina 
 SINTOMATOLOGIA 
Entre os efeitos do acônito estão profundas alterações nos estados de consciência, o que o leva a ser uma erva bastante utilizada em rituais de deslocamento. A intoxicação num primeiro momento trás excitação geral, com parestesia nos lábios, língua e garganta por bloqueio do trigênio. Depois alterações gastrointestinais: diarréia, vômitos e sialorréia. Em uma segunda fase se produz hipotermia e paralisia dos músculos respiratórios e bloqueio dos centros nervosos cardiorrespiratórios, que pode conduzir a morte por asfixia em poucas horas. Os sintomas do envenenamento por sua causa são salivação excessiva, falta de ar, tremores e aceleração dos batimentos cardíacos. 
 >>Apenas dez gramas da raiz constituem uma dose letal para o ser humano.<<
DESCRIÇÃO BOTÂNICA 
 É um tipo de planta perene, de baixo ou médio porte e pode atingir cerca de um metro de altura, com raízes tuberculosas, o seu caule ereto e as suas folhas alternas tripartidas e de forma irregular. Na parte superior do caule, forma-se um cacho floral ramificado, composto de flores de cor azul ou lilás, sendo mais raras de cor roxa ou de cor branca, zigomorgas, com a forma característica de elmo. O seu fruto é em um tipo de vesícula. 
ORIGEM 
Europa 
Fontes:
jardimdamagia.blogspot.com.br
plantamed.com.br
pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário:

Postar um comentário